terça-feira, maio 22, 2007

O FEITIÇO VIRA-SE CONTRA O FEITICEIRO


Athertyssen está quase a ceder ao poder hipnótico da falsa Sophya que ao mesmo tempo o aperta cada vez com mais força entre as suas pernas, até que de repente uma voz irritada surge, - "Oh tu aí... olha para mim!" - Sophya aponta com frieza a sua besta no momento em que a sua réplica larga Athertyssen e solta um grito sibilante aterrador, mas depressa fica muda, pois o projéctil entra-lhe pela boca e sai pelo pescoço. Este impacto afasta a criatura de Athertyssen que ao recuperar imediatamente a presença de espírito consegue alcançar a sua espada e em fúria desferir um golpe devastador, que ele próprio fica espantado. Sophya também observa surpreendida a sua réplica mexer-se cada vez mais lentamente até que pára... e o tronco cai para trás, seguido das pernas, Athertyssen depressa sai da água e apressa a vestir-se sob o olhar sisudo de Sophya.
"Tu e eu temos muito que falar, mas é depois de nos escaparmos disto... mas agora diz-me lá... como é que conseguiste fazer uma investida tão poderosa...?!" - Athertyssen não esconde algum embaraço enquanto limpa a sua espada, mas reconhece que apesar de extraordinário, foi algo que não imaginasse que conseguisse fazer, - "Eu queria mesmo fazer aquilo, cortá-la ao meio... e já reparaste que este sítio em si é também muito estranho? É como se estivéssemos no mundo dos sonhos... e desconfio que sei quem nos está a fazer isso..." - Sophya concorda e sugere que se mantenham juntos para irem procurar Ash. Nesse preciso momento Aschka resmunga - "Malditos... são muito inteligentes.... mas não interessa... estão bem longe do outro!" - e concentra-se no local onde Ash se encontra, mandando para lá os dois usurpadores que ainda não foram descobertos. Sophya e Athertyssen tentam em vão chamar Ash, e receiam chamar a atenção de mais alguma estranha criatura...até que nesse momento um sopro de vento passa por eles . "Não tenham medo... viemos ajudar-vos"- Athertyssen fica radiante de ouvir a voz do seu guardião Sarak, - "Estás bem! O que se passa aqui?" - que lhe explica brevemente o que se passa, - "Estão enclausurados num pesadelo com o intuito de saber a nossa localização.... hipnotizando-os e depois livrando-se de vocês..." - ficando Athertyssen esclarecido - "E como nos vão tirar daqui?!", Sarak ri-se e eles sentem o vento a rodeá-los até desaparecerem num turbilhão. Aschka e Karunka sentem qualquer coisa mas não sabem bem o quê - "Algo de errado se passa! Não interessa... já temos o outro na mão!" - mas regozijam assimm que já têm a visão de Ash a caminhar cuidadosamente sem se aperceber da emboscada dos dois usurpadores, - "Perfeito, agora não tens escapatória possível, e tu mais os teus amigos serão aniquilados depois disto...hmm...mas que...?!" - de repente Aschka esbugalha os olhos e quase fica paralisada, Nayka mete -lhe a mão no braço e repara na expressão vazia nos olhos da sua irmã! Ash também está boquiaberto e ensanguentado, pois no momento em que as criaturas saltaram para cima dele, um sopro de vento empurra-o e ele só vê Athertyssen saltar com a sua espada em riste e cortar ao meio o seu impostor, jorrando sangue por todo o lado, e do nada surge Sufranon que se transforma num pássaro de fogo e fita o falso Ash, e perscruta por ele a mente de Aschka, que continua paralisada e grita histericamente - "Não o podemos deixar saber! NÃO!" - e Sufranon exulta - "Muito interessante... e podes ter a certeza que vou cobrar de ti o que Hyraktar me deve.... Ash, Sophya, Athertyssen... PARA TRÁS!!! " - e eleva-se no ar e lança um feixe de chamas que se abatem sobre o usurpador e o consomem, enquanto a criatura grita desalmadamente e nesse preciso momento Aschka também está a arder mas as irmãs rapidamente anulam as chamas mas não a tempo de lhe evitarem uma marca hedionda no rosto. "Isto não ficará assim! Vamos embora! Para a próxima não terão tanta sorte!!!" - Elas desaparecem e Ash, Sophya e Athertyssen acordam de repente... completamente alucinados, - "Ainda bem que estamos aqui...vivos e inteiros!" - Athertyssen respira fundo e deixa-se cair na cama completamente aliviado.... até olhar para o ar sério de Sophya.... - "Ah pois......"

0 comentários: