segunda-feira, outubro 31, 2005

A MISSÃO SUICIDA



À medida que entram na floresta, apercebem-se do silêncio esmagador, mas sentem-se todos observados excepto os seus guias que olham para trás e riem-se. "Eu chamo-me Zar-Iruk, e estes são os meus companheiros de patrulha: Thy-Sorak, Lyt-Karun e Var-Takyr. Vou agora explicar como não nos conseguiste sentir, Mestre Sufranon...Os Valgorns ensinaram-nos a sentir a energia dos elementos, e fluir a partir daí...podemos ser vento, como vocês viram, no entanto só sentiram o vento...a nossa essência funde-se com a de um elemento e é isso..."
- Ao chegarem são surpreendidos quando constatam que estão cercados por inúmeros guerreiros, que mantêm-se firmes com as armas empunhadas - "Descansem as vossas armas, irmãos! O dia chegou em que faremos justiça por Myrak-Zul, pois o seu legítimo herdeiro está entre nós! Sel-Haczak vai agora falar..." - e ao ouvirem isto todos se ajoelham perante ele levando-o a um trono que aparentemente nunca foi ocupado, ele começa então a falar - "Finalmente vos encontrei, eu quero fazer o que o meu pai fez em tempos, juntar todas as nossas tribos leais ao nosso código! Eu já sei a verdade da morte do meu pai, e sei quem foi o seu assassino...mas há outro mal que é pior ainda e ameaça acabar com o nosso mundo...o Senhor das Sombras!" - Zar-Iruk fica mudo e petrificado e olha para os seus restantes companheiros que estão no mesmo estado - "Já vi nos vossos olhos que sabem do que falo, os vossos mestres Valgorns concerteza vos falaram nesse demónio...mas...temos aliados de valor, como o filho de Etharmark, e temos algo que os lacaios do demónio não alcançaram...o Livro Negro das Almas!" - Zar-Iruk aproxima-se com um ar preocupado - "Nós te seguiremos, mestre! Mas sabes que existe uma força quase indestrutível na casa daquele a quem chamam o Renegado. Sim...temos estado atentos ao que se passa, o conhecimento partilhado pelos Valgorns fez-nos pensar no bem de todas as coisas vivas... As quatro sacerdotizas formam um dos soldados mais mortíferos das legiões das sombras, o Devorador. De momento só recolhem o sangue necessário à realização do ritual, sangue dos inocentes..." - é neste momento que Sufranon surge interrompendo a conversa - "É precisamente aí que as poderemos aniquilar...foi a mensagem que Sarak me entregou quando tentou libertar o seu espírito para encontrar o meu...é mais fácil encontrar uma alma penada num sonho que outra coisa..." - Athertyssen, Ash, Sophya e Mankor aproximam-se para ouvir a explicação de Sufranon - " O que Sarak me disse foi que elas se juntam em rituais carnais, puras orgias em que se divertem com as vítimas antes de as mutilar e verter-lhes o sangue...sangue humano...o ideal é alguém infiltrar-se num grupo de vítimas e salvar Sarak...dois para ficarem lá com elas e manter o disfarce até as conseguir surpreender e outro para salvar Sarak...e essas três pessoas estão aqui por acaso..." - Ash, Athertyssen e Mankor entreolham-se e ficam incrédulos - "Isso é um bocado arriscado, não?! - Sophya ri-se descontroladamente até que Sufranon esclarece os três - "Mankor, isto é demais para ti, há uns anos atrás talvez...a Sophya é que deve ir com eles os dois..." - Ash dá uma pancadinha no ombro de Mankor - "Pobre capitão...nunca te divertes! Nem sabes a sorte que tens!" - Sophya fulmina Sufranon com o olhar, que permanece sereno nem voa para uma posição mais alta quando Sophya se aproxima com ar de poucos amigos - "Explica-me porque hei-de ir nessa missão suicida?" - "Bem, tu foste treinada para te esconder nas sombras e surgir de onde menos se espera, és tu que irás libertar Sarak, e elas também gostam de mulheres...desculpa meter-te nisto, mas tu és a nossa melhor opção para essa tarefa..." - Sophya nem pestaneja - "Pois seja! Quando partimos?" - Ash acotovela Athertyssen - "Eh! Vamos ver a Sophya nua?! Isto promete!!!" - nem tem tempo de desculpar-se pelo seu gracejo, a única coisa que vê é um punho cerrado enterrar-se na sua face, derrubando-o no chão. "Idiota! E tu livra-te de pensar o mesmo!" - Athertyssen limita-se a abanar a cabeça com um ar embaraçado e a levantar Ash do chão com a ajuda de Mankor - "Bem, vamos lá preparar-vos..." - anuncia Zar-Iruk.

0 comentários: