terça-feira, agosto 30, 2005

OS GUERREIROS NÓMADAS


Todos seguem tranquilamente por entre as colinas até avistarem ao longe uma densa vegetação, e todos notam algo de estranho. Sufranon olha em redor e move-se inquieto no ombro de Sel-Haczak - "Não se ouve ruído algum naquela floresta, os meus olhos já perscrutaram o sítio de alto a baixo, mas não encontro nada nem ninguém...nem o vento ouço, é um silêncio de morte, no entanto sinto-me observado, que me podes dizer mais sobre as tribos nómadas?" - Sufranon parecia surpreendido e intrigado, Sel-Haczak também não está muito seguro de si - "Desde que esses guerreiros quebraram todos os vínculos entre o resto das nossas tribos, nunca mais se ouviu falar deles... eles nunca viram com bons olhos a ascensão de Tygramir, já que ele nunca foi fiel aos nossos princípios...mas esse é um assunto que eu quero dar como esquecido depois de o matar!" - nesse instante Sufranon levanta vôo de repente - "Algo aqui está mal, acautelem-se, e preparem-se para o pior!" - Todos olham em volta mas ficam confusos pois tudo parece normal, até que um trovão ribomba no céu fazendo os cavalos entrarem em pânico derrubando alguns dos cavaleiros, ao mesmo tempo que ventos velozes derrubam os que ainda se aguentam nas montadas - "Mas que se passa aqui? Organizem-se, raios!" - vocifera Sel-Haczak com uma mão posta no punho de um dos alfanges, Sufranon conseguiu escapar à massa de caos agora ali presente e grita para Athertyssen - "Aconteça o que acontecer não te separes do Ash e da Sophya, eu vou para junto do Mankor agora" - Athertyssen apesar de surpreendido pelo ocorrido está bastante calmo, até que decide erguer a sua voz e gritar bem alto, deixando todos pasmados, - "EU ATHERTYSSEN, FILHO DE ETHARMARK ORDENO QUE NOS APAREÇAM! TENHAM A DIGNIDADE DE NÃO NOS ACOSSAREM COBARDEMENTE!" - todos entreolham-se e levantam-se e olham em redor pois o céu já clareou e voltou a não se sentir vento algum - "Mas que bruxaria é esta? E porque vocês não foram atacados?" - pergunta Sel-Haczak confuso, mas a resposta à sua pergunta está diante deles. De repente do nada surge um grupo de guerreiros imponentes e envoltos em vestes escuras envergando capuzes, não sendo as armas que empunham eles parecem druidas, um deles avança enquanto os outros se mantêm com os punhos firmes e cerrados nas lanças, e o espanto é total quando ao retirar o capuz todos vêm o rosto de um Hodrakon!

0 comentários: